O Que é Um Clube De Investimento?

O que é um clube de investimento?

Saiba que quanto maior for o volume financeiro, maiores serão as alternativas de investimentos e automaticamente a possibilidade de se conquistar uma maior rentabilidade. Os investidores por sua vez não precisam obrigatoriamente contar com uma alta renda para acessar as aplicações melhores, uma alternativa é se unir a outros investidores de mesmo porte e formar o chamado clube de investimento. Especialistas dizem que estes clubes são boas alternativas, veja como funcionam os clubes em seguida.

O que são os clubes de investimento?

Os clubes de investimento nada mais são do que uma forma de investir bastante parecida com as de fundos de investimento. Os clubes de investimento podem ser compostos de qualquer grupo de pessoas onde é possível contar com no mínimo 3 e no máximo 50 componentes, estes deverão ter alguns objetivos comuns. Estas são pessoas que entregam o seu dinheiro para um gestor, que irá o aplicar em ativos financeiros conforme a estratégia que for adotada pelos grupos.

De forma geral, os clubes de investimento são utilizados por grupos de amigos, familiares, colegas de trabalho ou ainda pessoas que tiverem objetivos comuns como a forma de aplicação em conjunto com suas economias no mercado de capitais. Desta forma, podem se reunir periodicamente para debater as melhores alternativas de investimentos. Muitas corretoras também possibilitam o acesso a clube de investimentos para seus clientes.

Como funcionam os clubes de investimentos?

Sempre que um grupo de pessoas decidir montar um clube de investimentos, elas entregam o seu patrimônio para um terceiro que possa o administrar e o investir. Esse terceiro por sua vez, é responsável pelo investimento do dinheiro dessas pessoas que precisam ser um agente autorizado pela CVM obrigatoriamente.

Assim como acontece nos fundos de investimentos, nos Clubes de Investimentos, o patrimônio é dividido em cotas e essas cotas são consideradas como valores mobiliários, ou seja, são devidamente reguladas pela lei de número 6.384/76. E a partir disto, estas são fiscalizadas através da Comissão de Valores Mobiliários. Estes clubes são regidos através da instrução CVM nº 494/2011, e devem por sua vez seguir um regulamento estipulado junto da BM&F Bovespa.

Como ocorre a organização destes clubes de investimentos?

Conforme o regulamento determinado pela BM&F Bovespa, os Clubes de Investimento deverão contar com as seguintes autarquias.

O administrador

Este que obrigatoriamente precisa ser uma corretora de valores, além de uma distribuidora de títulos, ou ainda um tipo de banco de investimentos. O papel deste profissional é de cuidar de todos os documentos e registros legais, além de zelar por um bom funcionamento deste tipo de clube.

Os gestores

Os gestores, são aqueles profissionais que fazem toda a gestão de recursos, procurando desta forma aplicar os mesmos em outros ativos financeiros. O papel dos gestores poderá ser realizado através do administrador. No caso de uma pessoa física, ela precisará ser um profissional de mercado devidamente autorizado pela CVM.

O Custodiante

Este é quem irá fazer a guarda de todos os documentos, normalmente este é um papel desempenhado exclusivamente pelo administrador do grupo.

É possível se perceber que os Clubes de investimentos são em outras palavras clubes de investimentos montados por pessoas físicas com objetivos similares. Isto permite que além destes pontos, o clube ainda deverá ter um estatuto social que é um documento onde deverão ser definidas uma série de regras.

Dentre estas regras apresentamos a denominação, os cotistas, as cotas, as políticas de investimentos, a hipótese para dissolução do clube, as formas de convocação de assembleias gerais ordinárias, bem como as quantidades mínimas de pessoas para participar das assembleias extraordinárias.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

PUBLICAÇÕES RECOMENDADAS