Invista No Títulos Prefixados Do Tesouro Direto

Invista no títulos prefixados do Tesouro Direto

Temos o Tesouro Direto como um programa de negociação de títulos de trato público comercializado para pessoas físicas através da internet. Para quem deseja ser um pequeno investidor, o Tesouro Direto é considerado como uma alternativa interessante de baixo custo e bastante segura, já que os títulos públicos devem ser considerados os ativos que possuem um menor risco em uma economia de um país.

Para se cadastrar no site do Tesouro Direto o processo é simples, e não toma de você muito tempo, se for o caso, e você tiver uma conta em uma corretora o processo fica ainda mais fácil.

Como parte do Tesouro Direto, você poderá escolher entre dois tipos de títulos, entre eles podemos citar:

Os títulos Prefixados

Nos títulos prefixados é possível que você saiba exatamente a rentabilidade que irá receber se mantiver o título até a data de vencimento. Para cada uma das unidades de título, os valores brutos a serem recebidos em vencimento são equivalentes a R$ 1.000,00.

Estes títulos são devidamente indicados se você acreditar que a taxa prefixada será maior do que a taxa de juros básica da economia a Selic. Por contarem com uma rentabilidade predeterminada, seu rendimento ocorre de forma nominal, isto deverá significar que é preciso descontar os valores de inflação para que se obtenha os rendimentos reais das aplicações.

Nesta modalidade os títulos disponíveis são o de Tesouro Prefixado LTN e o Tesouro Prefixado com Juros Semestrais o NTN – F.

Tesouro Prefixado LTN – Título que conta com rentabilidade definida no ato da compra

Este é um tipo de título que conta com taxa predeterminada no ato da compra. O que significa que ao adquirir um Tesouro Prefixado, os investidores saberão na hora qual será a taxa de juros a ser paga ao final do período de aplicação.

O título é indicado principalmente quando as taxas de juros estão elevadas, mas existe uma tendência de que ela possa recuar. Assim os investidores travam a sua rentabilidade com a taxa Selic elevada, e posteriormente, mesmo que ela caia, receberá uma rentabilidade maior no final do prazo de investimento.

Tesouro Prefixado IPCA+ ou NTN-B

Estes são títulos que possuem uma rentabilidade vinculada a variação do IPCA acrescida de juros. Assim como acontece no caso do Tesouro Selic, os investidores que compram títulos do Tesouro IPCA não sabem de forma exata qual será a remuneração final do período de validade dos títulos, já que esta rentabilidade é baseada junto do IPCA, nestes índices, temos uma flutuação mensal.

Este é um tipo de título muito indicado quando existe a expectativa de que a inflação venha a aumentar, desta forma os investidores não apenas protegem seu patrimônio, mas também poderão ganhar o devido poder aquisitivo.

Os custos para investir no Tesouro Direto

Com relação aos custos sobre os valores dos títulos, relacionados aos serviços de guarda dos títulos e informações de movimentações de saldos. Esta é uma taxa cobrada semestralmente que representa um equivalente de 0,3% ao ano do valor.

Sobre as taxas dos agentes de custódia

Com relação as taxas cobradas por agentes de custódia, estas são livremente acordadas com os investidores. Estas taxas são devidamente cobradas através das corretoras, a partir disto o Tesouro Nacional disponibiliza uma tabela com valores que são cobrados por cada corretora. Como acontece em qualquer aplicação de renda fixa e sem isenção, sobre os ganhos com títulos de Tesouro Direto, são cobrados também impostos sobre os valores.

Os impostos como IOF são devidos apenas quando os prazos de aplicação forem inferiores de 30 dias. Agora, o Imposto de Renda por sua vez é sempre obrigatório, a alíquota é equivalente de 22,5% dos lucros para investimentos de até 180 dias, ou ainda de 20% para 181 a 360 dias e assim sucessivamente.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

PUBLICAÇÕES RECOMENDADAS