Lci Ou Lca Vale A Pena? Saiba Quando Investir

Investir em imóvel ou em renda fixa?

Diariamente muitas dúvidas surgem sobre investimentos tanto em imóveis como em renda fixa. De forma geral, existem muitos vídeos na internet que respondem sobre isto, mas de forma rasa e não precisa.

Saiba que o risco de manter o dinheiro investido em imóveis para aluguel não é algo restrito apenas para a possibilidade de inadimplência de um inquilino. O proprietário ainda perde quando o imóvel acaba ficando desocupado, além de custos de benfeitorias que possam necessitar da propriedade que são de responsabilidade praticamente exclusiva dos proprietários.

Os imóveis não valorizam a cada ano, cuidado com esta informação

Saiba que não é verdade que os imóveis valorizam a cada ano, os preços dos imóveis não conseguem acompanhar a inflação, conforme poderá ser constatado nos índices de valores de imóveis. No caso de um imóvel possuir avaliação de R$ 1 milhão, e for alugado por R$ 5 mil mensais, a taxa de aluguel mensal do proprietário será no valor de 0,5%. Ao passar de um ano, isto irá representar 6,17% do total percentual abaixo da inflação, em diversas situações a rentabilidade do aluguel perde da poupança, o que é uma das piores aplicações disponíveis.

Os fundos de investimento são uma boa alternativa?

Caso imaginemos os investimentos de baixo risco, que sejam atrelados a taxas de juros, levando em conta a taxa Selic no patamar de 13% e mesmo com uma eventual queda para 12,5% é possível que se consiga uma rentabilidade líquida que seja acima de 0,75% ao mês. Dentre as alternativas mais viáveis podemos citar o Tesouro Direto e o CDB dos bancos, para o caso do último, desde que seja dividido até os limites de R$ 250 mil, que é o valor coberto pelo Fundo garantidor de Crédito o FGC.

As aplicações financeiras possuem uma grande vantagem quando falamos de liquidez, o principal revés dos imóveis, sem levar em conta que os imóveis ainda geram custos entre eles, corretagem que pode representar mais de 6% do valor total desta propriedade.

A valorização imobiliária ainda merece mais uma observação, de forma geral, os valores de mercado podem incorporar a valorização de imóveis. Se o vendedor prever a construção de um shopping ou mesmo metrô próximo da propriedade, o imóvel deverá ficar mais valorizado e isso será incorporado junto aos preços de venda. No caso de algum fator como transito ruim na região, índice de criminalidade elevado, entre outros ocorram e afetem a localização do imóvel, isto é um fator de grande relevância e desvalorização na hora da venda.

Os corretores e especialistas avaliam os imóveis com valores acima da realidade local para incentivar os potenciais proprietários a vender o mesmo. Mas na prática, o proprietário deverá ter como valor os preços de mercado, ou seja, o quanto podem pagar pelo imóvel na região, e não o quanto imagina que ele possa valer.

Os preços de um produto ou imóveis devem seguir um equilíbrio de mercado, onde um imóvel anunciado acima do preço de mercado, não teria possíveis compradores, e ainda obrigaria o vendedor a diminuir o seu preço. Além disto, nenhum proprietário em condições convencionais venderia seu patrimônio por um preço maior que os compradores estiverem dispostos a pagar.

Assim que realizada uma análise financeira, é fundamental levar em conta todos os custos e taxas, e o imposto que deverá ser pago ao realizar a venda dos imóveis.

Existe uma regra bastante interessante que vale para qualquer tipo de negócio, o profissional, que entende do assunto, sempre irá ganhar mais e fazer melhores negócios do que os que estiverem preparados mas serem sortudos e amadores. O corretor de imóveis conhece bem o mercado, todos os limites e meandros para venda.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

PUBLICAÇÕES RECOMENDADAS